Song Lyrics From Around The World

Home | Email Us | 0-9 | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Christmas | Soundtracks | Web Hosting with TotalChoice

big text small text home back forward print

NÃO SONHO MAIS Chico Buarque (Brazil) - 1979 Hoje eu sonhei contigo Tanta desdita, amor Nem te digo Tanto castigo Que eu tava aflita de te contar Foi um sonho medonho Desses que às vezes a gente sonha E baba na fronha E se urina toda E quer sufocar Meu amor Vi chegando um trem do candango Formando um bando Mas que era um bando de orangotango Pra te pegar Vinha nego humilhado Vinha morto-vivo Vinha flagelado De tudo que é lado Vinha um bom motivo Pra te esfolar Quanto mais tu corria Mais tu ficava Mais atolava Mais te sujava Amor, tu fedia Espestava o ar Tu, que foi tão valente Chorou pra gente Pediu piedade E olha que maldade Me deu vontade De gargalhar Ao pé da ribanceira Acabou-se a liça E escarrei-te inteira A tua carniça E tinha justiça Nesse escarrar Te rasgamo a carcaça Descemo a ripa Viramo as tripa Comemo os ovo Ai, e aquele povo Pôs-se a cantar Foi um sonho medonho Desses que às vezes a gente sonha E baba na fronha E se urina toda E já não tem paz Pois eu sonhei contigo E caí da cama Ai, amor, não briga Ai, diz que me ama E eu não sonho mais

    


International Lyrics Playground       Private Guitar Lessons in Connecticut!       Web Hosting with TotalChoice       Click and start earning!       Privacy Policy