Song Lyrics From Around The World

Home | Email Us | 0-9 | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Christmas | Soundtracks | Web Hosting with TotalChoice

big text small text home back forward print

SECA D'ÁGUA (criação coletiva sobre poema de Patativa do Assaré) Raimundo Fagner - 1985 É triste para o Nordeste o que a natureza fez Mandou cinco anos de seca e uma chuva em cada mês E agora em 85 mandou tudo de uma vez A sorte do nordestino é mesmo de fazer dó Seca sem chuva é ruim Mas seca d’água é pior Quando chove brandamente depressa nasce um capim Dá milho, arroz e feijão, mandioca e amendoim Mas com em 85 até o sapo achou ruim Maranhão e Piauí estão sofrendo por lá Mas o maior sofrimento é nessas bandas de cá Pernambuco, Rio Grande, Paraíba e Ceará A sorte do nordestino é mesmo de fazer dó Seca sem chuva é ruim Mas seca d’água é pior O Jaguaribe inundou a cidade de Iguatu E Sobral foi alagada pelo Rio Acaraú O mesmo estrago fizeram Salgado e Banabuiu Ceará martirizado, eu tenho pena de ti Limoeiro, Itaíçaba, Quixeré e Aracati Faz pena ver o lamento dos flagelados dali Seus doutores governantes da nossa grande nação O flagelo das enchentes é de cortar coração Muitas famílias vivendo sem lar, sem roupa, sem pão A sorte do nordestino é mesmo de fazer dó Seca sem chuva é ruim Mas seca d’água é pior.

    


International Lyrics Playground       Private Guitar Lessons in Connecticut!       Web Hosting with TotalChoice       Click and start earning!       Privacy Policy